Coronavírus - Proteção e informação em casa! Mantenha-se atualizado. CLIQUE AQUI!

Notícias

Imagem

Ivaiporã estimula nas crianças o respeito e a valorização da natureza

Sementinhas do Saber incentiva os alunos a apreciar o mundo natural e a lutar por sua preservação

OUÇA ESSE CONTEÚDO:

 


O município de Ivaiporã, na região norte do Paraná, criou o projeto Sementinhas do Saber numa iniciativa de fazer com que crianças dos CMEIs da cidade aprendam a plantar o seu próprio alimento e a cuidar da natureza. O projeto consiste na disseminação de um processo educacional com ações didáticas e pedagógicas voltadas para a sustentabilidade dos recursos naturais. A iniciativa também trabalha a valorização da agricultura local ao ensinar aos alunos a importância de se cultivar alimentos saudáveis e de boa qualidade.

O Sementinhas do Saber é desenvolvido com crianças de três meses a três anos de idade. O Instituto Federal do Paraná disponibiliza estagiários do curso de Agroecologia para auxiliar no plantio e manutenção da horta. O programa tem como proposta aos profissionais da Educação e aos estudantes o contato com a natureza desde cedo, além de estimular uma alimentação mais saudável e uma vivência em ambiente mais agradável. 

Na 7ª edição, o Prefeito de Ivaiporã, Miguel Roberto do Amaral, recebe o Certificado de Reconhecimento pelo projeto Sementinhas do Saber.Para a realização do projeto, são pensadas sequências didáticas envolvendo o tema, com várias atividades pedagógicas. Na construção das hortas e jardins, são usados materiais recicláveis, como pneus, latas e garrafas pet, além de esterco animal e compostagem, tornando o processo o mais orgânico e sustentável possível. No ano de 2019, o Projeto Sementinhas do Saber está sendo desenvolvido em quatro CMEIs do município, envolvendo aproximadamente 350 estudantes e seus familiares, além de toda a comunidade escolar.

BENEFÍCIOS DO CONTATO COM A NATUREZA PARA OS PEQUENOS
A relação das crianças com a natureza é fundamental para o seu bom desenvolvimento, principalmente na primeira infância. Esse contato pode trazer melhorias em aspectos físicos, desenvolvendo capacidades motora, mentais, emocionais e até espirituais, por perceberem que fazem parte de algo maior. Além disso, esse vínculo permite aos pequenos desenvolver todos os sentidos; promove o aprendizado mais ativo e explorador; favorece vínculos sociais; estimula a atividade física; conscientiza sobre a importância de se preservar o meio ambiente; traz benefícios diretos à saúde; desperta um senso crítico e consciente.

O custo do projeto é de R$ 2.870 mensais. Os seus bons resultados garantiram certificados de reconhecimento da 6ª e 7ª edição do Prêmio Gestor Público Paraná, uma das premiações mais importantes desse segmento no Brasil. Saiba mais sobre esse projeto no Banco de Projetos da premiação realizada pelo Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep).

 

* Matéria atualizada em 19/03/2020.

Comente esta notícia

código captcha