FÉRIAS DE VERÃO COM O SINDAFEP - Alta temporada 2019/2020 - Consulte os pacotes!

Notícias

Imagem

Sindafep é contra ponto eletrônico e aposta em meta de produtividade

O Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep) está trabalhando contra a implantação do ponto eletrônico, isso porque acreditamos que a meta de produtividade deve ser levada em consideração, e, não necessariamente, apenas a carga horária. 

Um bom método a ser aplicado é a implantação do home-office e do horário flexível, que pouparia tempo e maiores desgastes aos servidores públicos, mas que por consequência melhoraria a produtividade desses, já que grande parte das nossas funções não estão sujeitas a presença no local de trabalho.

Dessa forma, para aqueles que optassem por essa maneira de trabalho, poderia ser cobrado um aumento de produtividade, viabilizado por um horário mais flexível. Além disso, em horários pré-determinados, esses poderiam comparecer presencialmente para realizarem atendimentos voltados ao público. 
 

Comentários

  • Marcel

    22 de novembro de 2019 - Curitiba

    A exigência de registro eletrônico de ponto por meio de resolução administrativa é ilegal e fere prerrogativas da carreira fiscal. Emerge de uma interpretação equivocada do estatuto do servidor e denota despreparo da gestão. Os servidores obrigados ao registro de ponto são os servidores contratados sob a égide da Consolidação das Leis do Trabalho, conhecido como empregado público ou "celetista" e não o servidor que goza de garantias e prerrogativas especiais. Tentar equiparar o servidor púbico ao empregado público obrigado ao registro de ponto é um demérito enorme à carreira pública, um ato de improbidade administrativa e um flagrante crime de responsabilidade praticado contra a carreira de Auditor Fiscal.

Comente esta notícia

código captcha