Notícias

Imagem

Diretoria do Sindafep participa de reuniões com deputados em Brasília sobre a Reforma Tributária

Fernades dos Santos, Agenor Carvalho Dias e Wanderci Polaquini atuam junto a outras entidades para aprovação do texto enviado pelo Senado

A diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (Sindafep) esteve nesta semana na Câmara dos Deputados, em Brasília, realizando uma série de encontros com parlamentares para a aprovação do texto da Reforma Tributária enviado pelo Senado no dia 8 de novembro. O trabalho foi acompanhado por dirigentes da Federação Nacional do Fisco Estadual e Distrital (Fenafisco) e suas entidades filiadas.

O presidente do Sindafep, Fernades dos Santos, destaca que os Fiscos estaduais estão reunidos para defender a Reforma Tributária com as alterações que foram aprovadas no Senado Federal, especialmente no que se refere às mudanças no Conselho Federativo e a inclusão das garantias da administração tributária.

“A expectativa é que tenhamos um trabalho árduo. Sabemos que na Câmara dos Deputados não será fácil essa batalha. Estamos tendo o apoio do deputado federal Luiz Carlos Hauly e sabemos que temos muito a fazer, mas acreditamos no trabalho que tem sido feito pela Fenafisco, pela nossa diretoria, e esperamos levar boas notícias em breve para o Paraná”, explica Fernades.

O vice-presidente Sindical, Wanderci Polaquini, detalha as ações realizadas nesta semana. “Conversamos com políticos, participamos de reuniões com a Fenafisco e o nosso objetivo é trabalhar junto aos parlamentares para manutenção do texto naquilo que é relativo às administrações tributárias, sobretudo a Lei Orgânica da Administração Tributária”, destacou Wanderci. “Também vamos trabalhar a questão do teto remuneratório único, isonômico para todas as carreiras de administração tributária do País, e toda a parte que diz respeito às carreiras fiscais das três esferas: Federal, Estadual e Municipal”, afirmou.

Para o vice-presidente de Finanças, Agenor Carvalho Dias, essa atuação direta com os deputados em Brasília é fundamental para a aprovação do texto. “Tem um ditado que diz que ‘quem não é visto não é lembrado’. Esse trabalho que estamos fazendo aqui é para sermos lembrados na hora da votação, quando tomarem a decisão com relação às nossas pautas”, reforça Agenor.

A REFORMA — Com a proximidade do fim do ano legislativo, a Reforma Tributária tende a ter seu trâmite acelerado na Câmara dos Deputados, após o texto retornar para a Casa com alterações feitas pelo Senado Federal. Entre as mudanças estão pleitos dos Fiscos, como a diminuição dos poderes do Conselho Federativo, agora chamado de Comitê Gestor, que terá a função de gerir o Imposto sobre Bens e Serviços (IBS).

Também foi limitado o risco free rider (efeito carona), além da conquista do limite remuneratório nacional para as administrações tributárias dos estados, do Distrito Federal e dos municípios. Outra mudança foi em relação às regras de transição.

Mas na Câmara alguns pontos do novo texto têm incomodado os deputados. Entre eles estão a redução da alíquota em 30% para profissionais liberais; incentivos para o setor automotivo que envolve veículos movidos a álcool ou outros biocombustíveis, o que inclui flex (antes seria apenas para elétricos e híbridos); e benefícios tributários para o setor de aviação (parlamentares temem que todo o setor seja beneficiado, que já teve medidas semelhantes e que não resultaram em barateamento das passagens para os consumidores).

Nesta semana, o Sindafep também participou das últimas reuniões Ordinária e Extraordinária do Conselho Deliberativo da Fenafisco de 2023. Saiba mais clicando aqui.

 

Veja as fotos dessa notícia

Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Comente esta notícia

código captcha

O Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita do Estado do Paraná (SINDAFEP) utiliza alguns cookies de terceiros e está em conformidade com a LGPD (Lei nº 13.709/2018).

CLIQUE AQUI e saiba mais sobre o tratamento de dados feito pelo SINDAFEP. Nessa página, você tem acesso às atualizações sobre proteção de dados no âmbito do SINDAFEP bem como às íntegras de nossa Política de Privacidade e de nossa Política de Cookies.