Destaque Home Notícias sindicais

Outubro Rosa: quem ama, se cuida!

Criado nos Estados Unidos em 1990, o Outubro Rosa é um movimento mundial de prevenção ao câncer de mama. No Brasil, a doença causa a morte de milhares de pessoas todos os anos – só em 2013, 14.206 mulheres perderam a vida devido ao agravamento do problema. Por isso, o Sindafep aproveita esse período para conversar com as auditoras fiscais e pensionistas sobre como buscar um diagnóstico precoce e, assim, aumentar as chances de cura.

Caso o quadro seja detectado em estágios iniciais, as chances de que o tratamento seja um sucesso são superiores a 90%. Para isso é indispensável consultar uma ginecologista de confiança, anualmente, a partir dos 45 anos de idade. Quem tem casos de câncer na família pode ter que começar a se prevenir um pouco antes.

O exame mais comum para detectar alterações nas mamas é a mamografia, um teste de diagnóstico por imagem que mapeia toda a extensão do tecido em busca de nódulos. O procedimento costuma durar menos de 20 minutos e, para filiadas ao Sindafep, pode ser realizado pelo plano de saúde conveniado ao sindicato.

O autoexame – ato de apalpar e observar as mamas em busca de caroços ou protuberâncias – também é uma boa maneira de identificar problemas, e deve ser feito a partir dos 20 anos de idade. No entanto a prática não dispensa a realização da mamografia, já que, em geral, tumores na região só são sensíveis ao tato quando já têm pelo menos 1,5cm de diâmetro.

 Como prevenir o câncer de mama?

A melhor maneira de prevenir o câncer de mama é realizar os exames preventivos regularmente. Mulheres que apresentem fatores de risco – como ter menstruado antes dos 12 anos; entrado na menopausa após os 50; ou ter parentes de primeiro grau com histórico da doença – precisam informar esse histórico de saúde ao ginecologista.

Nesses casos as mamografias podem ser solicitadas a partir dos 35 anos, ou serem realizadas em intervalos menores.

Fazer exercícios físicos regularmente, evitar o tabagismo e se alimentar adequadamente também são atitudes que podem reduzir drasticamente as chances de desenvolver o problema.

De acordo com o presidente do Sindafep, Wanderci Polaquini, auditoras fiscais e pensionistas também podem contar com o sindicato na prevenção à doença. “Na reunião de aposentados e pensionistas sempre desenvolvemos ações de promoção à saúde, e o diálogo sobre câncer de mama certamente é uma prioridade”, explica.

Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), até o fim do ano, o Brasil contabilizará 59.700 novos casos da doença. Previna-se!

Fonte: Sindafep

Ações Judiciais


PGP-PR

RESERVAS ONLINE

banner-GUARATUBA_300x140.png

banner-rota-do-sol_300x140.png

banner-rota-do-sol_300x140.png

Hotel Rota do Sol: o aconchegante espaço do Sindafep de frente para o mar

Parceiros

X